Período:

Modalidade:

Título:

Monografia de Graduação

2013.1

UFCG/ Centro de Humanidades/ Unidade Acadêmica de Geografia/ Curso de Geografia

Local:

Orientador:

Autor:

Resumo:

O presente trabalho versa sobre as práticas agroecológicas no Sítio Ribeiro comparado às práticas da agricultura convencional no Sítio São Tomé localizado no município de Alagoa Nova- PB. Analisamos as práticas autônomas e de subordinação dos dois modelos agrícolas de produção. Objetivamos compreender as práticas agrícolas dessas duas propriedades, a partir da análise da Agroecologia e a influência das práticas da agricultura capitalista presentes nas territorialidades e produções camponesas na região Agreste. As análises qualitativas relatadas pelos entrevistados alicerçam e fundamentam a pesquisa. As práticas neoliberais de apoio aos agrotóxicos incentivados pelo Estado, e posteriormente abandonados pelos camponeses ao optarem pelo modelo agroecológico, difere das práticas da empresa rural produtora de hortaliças que intensificam o uso desses produtos na produção. Enfatizamos as conquistas territoriais dos camponeses através das Feiras Agroecológicas nas cidades da região Agreste da Paraíba, adquirindo ferramentas para a autonomia agrícola, garantindo a dignidade social dos camponeses que vem se impondo às práticas de atravessadores na região, levando diretamente sua produção até o consumidor, apoiados por associações e sindicatos. A metodologia utilizada para a construção da pesquisa foram trabalhos de campo realizados nas Feiras Agroecológicas, nas produções agrícolas do Ribeiro e São Tomé, registros fotográficos, filmagens, aplicação de questionários e entrevistas para analisarmos e comparar as dicotomias existentes. A conquista da autonomia agrícola se dá localmente com a manutenção das culturas e hábitos camponeses como a seleção de sementes crioulas enaltecendo a segurança alimentar e autonomia camponesa.

Severino Justiino Sobrinho

Aline Barboza de Lima

Palavras-chave:

Agroecologia; Agricultura Convencional; Autonomia; Feiras Agroecológicas; Sementes crioulas.

Período:

2014.2

Local:

UFCG/ Centro de Humanidades/ Unidade Acadêmica de Geografia/ Curso de Geografia

Modalidade:

Monografia de Graduação

Título:

Orientador:

Autora:

Profa. Dra. Martha Priscila Bezerra Pereira

Valéria da Silva Sousa

Resumo:

O cuidado com a saúde envolve uma série de práticas entre elas a da medicina tradicional e alternativa, que são utilizadas no Brasil em conjunto com as da medicina oficial desde a época colonial. Mesmo existindo uma desqualificação destas práticas por parte da medicina científica a utilização delas vem crescendo desde finais do século passado. Estudos realizados entre os anos de 2012 e 2014 em Campina Grande-PB, mostraram que existe adoção de práticas de cura da medicina complementar por parte da população investigada. Este trabalho tem por objetivo entender as escolhas de formas de cura realizadas pelos moradores praticantes da medicina complementar atendidos por ACS em Campina Grande. Foram realizados os seguintes procedimentos metodológicos: análise dos resultados da pesquisa PIBIC "A arte do cuidar da saúde: relação entre o morador e o ACS em Campina Grande-PB"; realização de entrevistas com os agentes de saúde destacados na pesquisa mencionada anteriormente, que atendem a porcentagem maior de população adepta de práticas de cura alternativas; elaboração de mapa em ambiente SIG para espacializar as informações referentes à porcentagem de adeptos de práticas alternativas em saúde. A adoção de práticas de cura da medicina tradicional e alternativa por parte dos moradores e agentes de saúde está relacionada a aspectos culturais, econômicos, ambientais e organizacionais. Um diálogo com estes sujeitos permitiria uma melhor racionalização de ações no sentido de promover espaços saudáveis na perspectiva da medicina tradicional e alternativa.

Palavras-chave:

medicina alternativa; comunidade; ACS; espaços saudáveis.

2017.2

Período:

UFCG/ Centro de Humanidades/ Unidade Acadêmica de Geografia/ Curso de Geografia

Local:

Modalidade:

Monografia de Graduação

Título:

Orientadora:

Autor:

Profa. Dra. Martha Priscila Bezerra Pereira

Luiz Manoel da Silva

Resumo:

A Promoção da Saúde busca a partir da soma de ações individuais e coletivas, melhores condições de saúde para a população. Visto que essas ações estão ligadas diretamente ao ambiente e que ao realizar turismo o homem se desloca de seu local natural em busca de atrativos diversos, neste trabalho buscou-se identificar os níveis de promoção da saúde existentes em municípios da região turística do Vale do Paraíba-PB a analisando três municípios, Ingá, Mogeiro e Natuba. Como aporte metodológico foram utilizados critérios segundo a pesquisa anterior de Silva e Pereira, realizada em 2015, e, que foram criados níveis de promoção da saúde baseados em elementos definidos como essenciais para um ambiente saudável. Foi realizado também um estudo de campo aos três locais turísticos com o intuito de identificar fatores que interferem na qualidade turística e na qualidade da promoção da saúde. Foi possível constatar que os níveis de promoção da saúde nos municípios estudados estão bem abaixo do ideal, a causa é principalmente a falta de ações sociais que beneficiem a qualidade de vida da população, fazendo com que nessas ações também se promova a saúde. No estudo de campo identificou-se que apenas o município de Ingá possui uma boa estrutura turística, possuindo os municípios de Mogeiro e Natuba um espaço potencial, porém sem estrutura turística. Ao observar a paisagem foi possível também identificar fatores que interferem na promoção da saúde, como o contato direto com vetores de doenças em água poluída. Conclui-se que a promoção da saúde nos municípios turísticos ainda está longe da ideal, os dados encontrados na definição dos elementos corroboram com os dados encontrados na pesquisa de campo, em que se percebe que os locais turísticos não estão promovendo a saúde em um todo, como também é possível constatar que a falta de qualidade turística está afetando também na promoção da saúde do visitante.

Palavras-chave:

Promoção da Saúde; Turismo; Ambiente Saudável.

  • Facebook Clean
  • Twitter Clean
  • Google+ Clean